Manifestações - Precisamos falar sobre o 15 de março

7:26 AM Néliton Nunes Peran 0 Comments


Dia Nacional de manifestações e Protestos - um Brasil divido: extraímos do Jornal Tribuna de Petrópolis, um artigo.

De todos os artigos sobre essas questões atuais, a que mais nos completa somos da opinião de que a maioria dos brasileiros não estão preparados para votar, e viver em uma democrácia, atualmente vivemos uma calamidade  sem limites.

Publicamos o texto de um renomado jurista, que consegue com sabedoria e expontaneidade, simplicidade falar em suas publicações de fatos e situações atuais,  em que todos entedemos. A seguir o texto. 

Operação Lava-Jato e etc.


_____________________
Fernando Costa
Advogado e Jornalista

      Claro que nós os mais de duzentos milhões de brasileiros temos nossas opiniões e convicções políticas, cada qual a seu modo, vistas me diversas óticas alguns através de conhecimento técnico e profissional e outros pela vivência. Se a história do mensalão, Embargos Infringentes, a Operação Lava Jato, a C.P.I. da Petrobrás e a Corrupção tão propalada, a possibilidade de punição ou não, formalidades processuais, prazos, o Estado Democrático de Direito à ampla defesa, a aplicação da lei e a concretização da justiça causam uma comoção geral e até cansam os ouvidos e perturbam as mentes dos patriotas, um fato é cristalino: o povo está interessado no resultado da saga. E os meios de comunicações jornalísticos, televisivos, radiofônicos, internet e etc. merecem eflúvios porque despertam o interesse do leitor, aplaudem as grandes realizações, mas denunciam as falcatruas sejam grandes ou pequenas.

       E o povo sai às ruas na reivindicação de seus direitos e clamam por igualdade das leis e brada pela ética, moral, defesa da ecologia (àgua,queimadas, fauna e da flora, o lixo) direitos humanos e etc. Todas as pessoas que possível deveriam cursar ou adquirir noções de Ciências Jurídicas e ou Administração, Economia, Medicina, Contabilidade, Política, Informática, Culinária e outros embasados nos ensinamentos teológicos, aliado aos pilares éticos e morais. O universo globalizado, o avanço tecnológico, a dinâmica do Direito, as novas descobertas enfim o mundo hodierno nos incita a que caminhemos de braços dados com evolução e o desenvolvimento.

    É Bíblico esse chamamento quando em João Cap. 8,31-32 nos diz que " Se permaneceres na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". Se a pessoa tem, por exemplo, noções jurídicas, ela está atenta os seus direitos e deveres, o mesmo ocorrendo nos demais setores da economia e etc. O que adianta receber legados, adquirir fortunas, sem noção administrativa, econômica, contábil ou técnica? Por isso as famílias bem aquinhoadas não podem descansar no pensamento de que " eu tenho o suficiente para viver, estudar fica em segundo plano". Não pode prevalecer essa premissa. Se possui noção administrativa e cultura geral serão bem mais fáceis gerir, dialogar, investir, discutir, pleitear, reivindicar.

     Claro que todos aqueles que disponham de uma assessoria competente e diligente possuem um suporte, um arcabouço para dirimir suas dúvidas e questionamentos. Mas mesmo assim não custa estar a par do que ocorre nos quadrantes do planeta que nos circunda. Observo isso também e inclusive no que diz respeito entre a Medicina e o Direito. Se o advogado busca uma segunda graduação ou realiza cursos de extensão cultural ele adquire ferramentas enriquecedoras as suas atividades pessoais e profissionais. Se o profissional é médico, por exemplo, muito além dos umbrais acadêmicos, ao alargar seus horizontes nas searas jurídicas ele traz para si preciosos ensinamentos que lhe renderão frutos no decorrer de sua carreira. O direito possui um vasto leque cultural, filosófico, gerencial, antropológico, político, existencial e etc. A vida é um aprendizado que não finda e o homem que busca a evolução torna menos árido seu caminho e enxerga o mundo com lentes grandes angular e certamente mais feliz porque há milênios as filosofias indianas e chinesas nos ensinam que ignorância é pecado.









0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...